4 de ago de 2007

É isso ai, cansamos

Na rua, quando ocorre uma batida entre automóveis, é comum se formar uma aglomeração de curiosos, desejosos de acompanhar o desenrolar dos acontecimentos. Na estrada, um acidente quase provoca outros, pois muitos automóveis param no acostamento, os motoristas tomados por semelhante curiosidade. Tanto num caso como no outro, se alguém já tomou as providências necessárias, um sentimento de pudor e respeito pela dor alheia faz com que eu evite parar.

O mesmo sentimento é responsável pela relutância em escrever sobre certos assuntos. Quando tantos já disseram tudo o que se poderia dizer, uma voz a mais, repetindo as mesmas coisas, lembra a aglomeração em volta do corpo do acidentado, no meio da rua.

O acidente com o vôo 3054 da TAM foi notícia que me atordoou, da mesma forma que à maioria dos brasileiros. Junto com a dor, senti vergonha pelo descaso e irresponsabilidade com que tudo é levado no Brasil. Com dificuldade, passei os olhos pelas cenas da tragédia, chocada com o absurdo e a inutilidade de tudo. Dessa vez, não pude simplesmente seguir adiante. Ainda que seja mais uma a escrever sobre o tema, preciso fazê-lo, pelo menos em solidariedade a tantos que perderam os seus amados, de forma estúpida e desnecessária.

Quando seguimos adiante, ao passar por um acidente, é porque as providências necessárias já foram tomadas e a nossa presença só iria atrapalhar. No caos em que o Brasil se encontra, providências só são tomadas abaixo de pressão.

Aqui, notícias ocupam a mídia por meses, depois são substituídas por outras e esquecidas, sem que os problemas sejam resolvidos. Temos memória curta e somos um rebanho de cordeiros, é o que dizem, decerto por isso pagamos preço tão alto.
Contudo, em ocasiões anteriores, como na campanha das “Diretas Já” e no impeachment do presidente Collor, a mobilização nacional foi a responsável pelos ganhos obtidos. O acidente da Tam mostrou até onde a irresponsabilidade e o pouco caso dos governantes e responsáveis podem levar, mas inúmeros outros problemas _ como as condições da saúde, a segurança, a educação _ angustiam e indignam aos brasileiros. No caos aéreo, para ir de Porto Alegre a São Paulo, por exemplo, a outra opção seria enfrentar as estradas rodoviárias, mas ali o risco é ainda maior.

Por isso, ainda que, num primeiro momento, tragédias como essa nos atordoem, depois a dor e a indignação precisam ser transformadas em mobilização. No momento atual, inúmeras reações começam a surgir, aqui e ali, mostrando a indignação da nação brasileira. Foram as comoventes manifestações dos familiares das vítimas; centenas de passageiros solidários; a OAB gaúcha protestando na Esquina Democrática de Porto Alegre; empresas conceituadas noticiando que seus funcionários não voariam mais pelo Congonhas, quando a trabalho; homenageados ameaçando devolver a medalha Santos Dumont.

Parece o despertar da letargia. Mas não podemos, como sempre, ficar de curiosos, como se não fosse conosco. A campanha “Cansei”, recém lançada pela OAB, lembra muitos problemas que indignam e envergonham o povo brasileiro.Ao final, ela diz: “Cansei de achar tudo normal, cansei de não fazer nada”. É isso mesmo: cansamos.

6 comentários:

MMoraes disse...

Como eu sempre fui de protestar, não me acomodar com o que não me agradava, estou amando esses movimentos.
AINDA BEM QUE CANSARAM!!!
Meu sonho é ver essa praga ambulante, essa praga de gafanhotos bípedes e falantes que se agrupa numa praga chamada MST, espulsa da face da terra!!

MMoraes disse...

ESQUECI, ASSOCIEI SEM SENTIDO, EXPULSO O PT, SAI O MST
Essa desgraceira invade, mata os bichos, detona com tudo e COM NOSSO DINHEIRO!!

Anônimo disse...

José Fco. Schulte Ulguim
Braga, Portugal.
Sou um Pelotense apaixonado por esta terra, pelo RGS e como não poderia deixar de ser pelo Brasil. Mas daqui fico estupefacto pelo que leio nos jornais informáticos todos so dias, roubo, corrupção, incompetencia, letargia, impunidade, falta de educação. Parabéns pelo seu artigo, foi ótimo, resumiu muito dos nossos sentimentos, brasileiros "cansados" de tanta incompetencia, impunidade, tanto como outros "ismos" que poderia escrever.

Sergio Grigoletto disse...

Cansamos...
O povo cansou das retóricas. Elas já não conseguem mais encobrir a incomPTência.
Juro que estou desalentado.
E vaiamos. Vamos vaiar... A vaia tem o poder de encurralar.
Mas... nada de novo no Brasil. Apenas mais um que não prestou.
Um dia, alguém prestará. O Brasil sobreviverá. "Eles" não.
Não encontrei alguém ainda que decifrasse as vais do Maracanã e as posteriores.
Ando lendo e desenvolvendo uma teoria. Vejamos...
Aviso depois que escrever. (e no meu blog, que revivi. Ainda não divulguei porque tá insipiente ainda...)
Abração Marta! E continue a escrever, por favor. Se todos que se indignassem deixassem registado isso, levantaríamos uma enorme onda como poder de destronar reis.

jctunes.blogspot disse...

Até quando teremos que tolerar tanta omissão de nossas autoridades em todos os setores da vida nacional, é tanto descaso, é tanta corrupção, é tanta politicagem que estamos tontos, quase sem reação.

Ruthe disse...

Querida Marta!
O povo cansou de ficar quieto, pois está muito esclarecido! Tenho certeza de que atitudes serão tomadas.
Beijos da Ruthe